×
logo labcriativo
×

Como melhorar a comunicação entre gerações no local de trabalho

Aqui estão cinco estratégias para aumentar a eficiência, a clareza e a qualidade da comunicação entre as gerações no ambiente de trabalho.

Tempo de leitura estimado: 7 min

Equipes diversas realizam diversos estilos de trabalho e comunicação. Como palestrante e instrutor por mais de uma década, experimentei em primeira mão o quão grande a diferença de comunicação pode ser em equipes de várias gerações.

De fato, 83% dos funcionários da Geração Z preferem se envolver pessoalmente com os gerentes, mas 82% dos gerentes acreditam que seus funcionários da Geração Z preferem se comunicar por mensagem instantânea. Além disso, 57% da Geração Z desejam receber feedback várias vezes por semana, mas apenas 50% de seus gerentes fornecem feedback a eles com frequência.

A proliferação da tecnologia móvel e a conectividade onipresente criaram uma abundância de novos canais de comunicação. Email, SMS, bate-papo, e videochamada são formas relativamente novas de comunicação que não existiam na maior parte do século XX.

A complexidade da comunicação se intensifica quando vários canais são combinados com as diversas preferências e expectativas de comunicação de cada geração na força de trabalho. A comunicação entre gerações é desafiadora, mas os líderes querem acertar. As cinco estratégias a seguir devem ajudar.

1.Tenha consciência de cada geração

Uma conscientização geral de como cada geração aborda a comunicação é essencial para preencher as lacunas de comunicação. Lembre-se de que os traços geracionais são pistas - não absolutas -, mas podem ajudá-lo a se conectar e influenciar.

  • Os Baby Boomers apreciam as comunicações formais e diretas, preferindo usar pessoalmente, telefone e email; eles valorizam informações e detalhes de segundo plano.
  • A geração X aprecia comunicações informais e flexíveis, com preferência pelo uso de email, telefone, SMS e Facebook; eles valorizam uma etiqueta profissional.
  • Os Millennials apreciam comunicações autênticas e rápidas, com preferência pelo uso de SMS, bate-papo, email e Instagram; eles valorizam a eficiência e uma abordagem que comece no digital.
  • A geração Z aprecia comunicações visuais e transparentes, com preferência pelo pessoal, Snapchat, YouTube, TikTok e FaceTime; eles valorizam vídeo, comando de voz e uma abordagem apenas por celular.

Surpreendentemente, mais de 70% da geração Z deseja se comunicar pessoalmente no trabalho. Eles continuarão entrando e saindo dos canais digitais aos quais estão acostumados, enquanto buscam mais encontros cara a cara.

A lacuna de comunicação também é exposta pela maneira como cada geração usa emojis. Oitenta e três por cento dos usuários de emojis da Geração Z sentem-se mais à vontade para expressar suas emoções por meio de emojis do que por telefonemas, em comparação aos Millennials (71%), Geração X (61%) e Baby Boomers (53%).

2. Se adapte a pessoa com quem você está se comunicando

Use gerações como pistas e utilize a forma de comunicação mais amplamente usada por essa geração. Por exemplo, os Baby Boomers que desejam se conectar à geração Z não devem ligar e deixar um correio de voz. Em vez disso, mude para mensagens de texto ou mensagens instantâneas. Por outro lado, os Geração Z que desejam se conectar com os Baby Boomers não devem usar o FaceTime ou DM (direct message) nas mídias sociais. Em vez disso, mude para uma ligação telefônica ou reunião presencial.

Não se trata mais de como o comunicador deseja entregar a mensagem pretendida, mas de como é mais provável que a outra pessoa consuma a mensagem.

Também é importante combinar o canal certo com o tipo de informação.

  • A ligação é para conversas detalhadas, longas, difíceis ou emocionais.
  • O email é para informações breves, informativas e / ou instrucionais.
  • O bate-papo é para anúncios gerais, notícias, mensagens informais, colaboração em equipe e socialização.
  • O vídeo (Zoom, FaceTime, Teams etc.) é para conversas longas, ricas em feedback, focadas, emocionais ou difíceis.

3. Espelhe a comunicação

Responda às comunicações usando o mesmo canal em que foi recebido. Por exemplo, se alguém da Geração X receber um SMS de um colega Millennial, ele não deve ligar para o Millennial, mas sim retornar a comunicação por um SMS.

Se for necessário alternar o canal de comunicação, reserve um tempo para recapitular o histórico no novo canal.

4. Alinhe as expectativas de comunicação

Se uma equipe ou indivíduo não foi explícito sobre suas preferências de comunicação, outros geralmente usam como padrão sua preferência pessoal.

Em vez disso, seja proativo ao informar outras pessoas sobre como elas podem se conectar melhor com você. Por exemplo, um funcionário da Geração Z pode mencionar que prefere um SMS a uma ligação telefônica na assinatura de email ou no perfil do Slack. Ou um Baby Boomer poderia mencionar que prefere um e-mail a uma mensagem de voz.

5. Crie um combinado de comunicação entre a equipe

O objetivo disso é criar diretrizes oficiais sobre como uma equipe deve se comunicar.

A comunicação clara sobre como se comunicar é essencial nos ambientes de trabalho digital e de alta tecnologia de hoje. Um contrato de comunicação ajuda a definir expectativas, criar adesão da equipe, estabelecer limites para proteger o trabalho crucial e otimizar a comunicação.

Faça as seguintes perguntas à sua equipe de várias gerações para obter consenso.

  • Que desafios de comunicação existem atualmente entre a equipe?

Ex: muitas informações sensíveis ao tempo estão sendo enviadas por email em vez de bate-papo.

  • Qual é o canal de comunicação mais usado da equipe? Este é o canal mais eficiente?

Ex: o email é o mais prevalente, mas uma redução no número diário de emails seria bem-vinda.

  • Existem comunicações que precisam ser priorizadas?

Ex: Quaisquer comunicações de clientes atuais ou potenciais devem ser priorizadas.

  • Que tipo de comunicação não é negociável?

Ex: reuniões mensais, presenciais ou em vídeo não são negociáveis ​​para manter as conexões da equipe.

  • Quais são as expectativas (ditas e não ditas) para tempos de resposta a e-mail, telefone, texto, bate-papo etc.? Essas expectativas são necessárias ou adequadas para o sucesso?

Ex: as expectativas de tempo de resposta por email são de 24 a 48 horas. Se a resposta for urgente, use SMS ou bate-papo, pois as expectativas de tempo de resposta são de 15 a 30 minutos.

  • Como lidar com os tempos de “não perturbar”, como férias, noites, finais de semana etc.?

Ex: nos dias úteis, não se espera que os funcionários respondam após as 18h.

  • Os horários de trabalho precisam ser sincronizados para permitir uma colaboração mais estreita? Se sim, quais são as diretrizes?

Ex: toda terça-feira, espera-se que todos os membros da equipe trabalhem on-line entre 15 e 16 horas.

  • Qual canal de comunicação deve ser usado apenas para "emergência"?

Ex: chamadas telefônicas não solicitadas são apenas para emergências e devem ser tratadas como de alta prioridade por todos os membros da equipe.

  • Como as reuniões devem ser conduzidas para maximizar a participação e a eficiência?

Ex: Reuniões mais freqüentes, porém mais curtas (15 minutos ou menos), lideradas por membros rotativos da equipe.

  • Que outras ações são necessárias para melhorar a eficiência e a qualidade da comunicação?

Ex: as pessoas que respondem a ausência do escritório são necessárias para quaisquer dias de folga ou horas de trabalho ininterrupto.

Considere a possibilidade de criar um contrato separado para qualquer comunicação externa com clientes, parceiros e fornecedores. Depois de esclarecer como se comunicar, você poderá liderar efetivamente seus funcionários - independentemente da geração de origem.

Este artigo foi traduzido pela equipe do LabCriativo. Para ler o artigo original escrito por

Ryan Jenkins , clique aqui: https://www.entrepreneur.com/article/352621

Postado em July 13, 2020, 3:53 p.m.

New World, New Skills
Canal

Apresentamos novas referências de como produzir melhor usando novas tecnologias e como trabalhar de forma mais consciente, levando em consideração habilidades comportamentais necessárias para o presente e o futuro.



Canais
  • Lucas Foster
    Head of Content

    Founder and Head of Content

  • Digital Disruption
    Canal

    Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e …

  • New World, New Skills
    Canal

    Apresentamos novas referências de como produzir melhor usando novas tecnologias e como trabalhar de forma mais consciente, levando em consideração …

  • Corp Meets Planet
    Canal

    Inspirar, trazer referências e instruir líderes e tomadores de decisões ampliando seu repertório com casos, ideias e notícias que comprovam …

  • LabCriativo
    Quem somos

    Redação do LabCriativo

Últimas postagens

Veja também

4 maneiras poderosas de melhorar a colaboração criativa ao trabalhar remotamente

O trabalho remoto pode ser criativo, só é preciso estar aberto para novas possibilidades e se desapegar dos padrões antigos. A …

Não tema a IA. Isso levará ao crescimento do emprego a longo prazo

Muitos acreditam que a inteligência artificial (IA) irá impulsionar uma automação significativa e destruir empregos nas próximas décadas, mas a realidade …

As empresas precisam pensar mais do que treinamento em diversidade

Horas ou dias de treinamento não vão modificar décadas de estereótipos criados. Para haver uma mudança organizacional é preciso expandir a …

Recessão e automação mudam nosso futuro de trabalho, afirma o relatório do Fórum Econômico Mundial

O relatório The Future of Jobs 2020 concluiu que COVID-19 fez o mercado de trabalho mudar mais rápido que o esperado. …

Os escritórios deixarão de existir?

Será que as empresas vão extinguir os escritórios e tornar o trabalho todo remoto? O mercado está em um processo de …

O que empresas como Natura&Co, Selina e Trampos nos ensinaram

Na Remote Conference, líderes compartilharam estratégias para novos modelos de trabalho. Veja os principais insights. As transformações vividas nos últimos meses …

Por que precisamos considerar trabalhos mais flexíveis?

A pandemia nos fez enxergar novas possibilidades de relações de trabalho. Nos questionar sobre os padrões e abrir os olhos para …

O futuro do trabalho chegou, como me preparar?

Descubra com especialistas da área tudo o que você precisa saber para se adaptar ao novo normal e adotar o trabalho …

Reimaginando o escritório e a vida profissional após o COVID-19

A pandemia levou a adoção de novas formas de trabalhar. As organizações devem reimaginar seu trabalho e o papel dos escritórios …