× Início Criatividade Economia Criativa Educação Inovação Aberta O Ecossistema Sobre o LabCriativo
× Direito Services Clients Contact

Robô chinês ganha de 15 médicos em competição para identificar tumor

Sistema de Inteligência Artificial teve 87% de precisão em seus diagnósticos

Tempo de leitura estimado: 1 min

Desenvolvido pelo Centro de Pesquisa de Inteligência Artificial do Beijing Tiantan Hospital, o robô teve seu sistema treinado com milhares de imagens dos arquivos de exames do hospital. A ideia é aprimorar cada vez mais o seu sistema para identificar distúrbios neurológicos com a mesma experiência de um médico sênior.

O robô recebeu o nome de BioMind, e ficou à frente de quinze médicos chineses para diagnosticar tumores cerebrais e para prever a expansão de possíveis hematomas.

Biomind teve uma precisão de 87% nos diagnósticos, contra 66% dos médicos humanos. Segundo a agência chinesa Xinhua, o robô ainda demorou metade do tempo dos médicos para identificar os casos, foram 225 diagnósticos em 15 minutos.

A competição para identificar tumores é uma ação do hospital para que médicos entendam o poder da inteligência artificial, "Espero que a competição consiga mostrar aos médicos o poder da inteligência artificial, principalmente aqueles que são céticos a respeito desta tecnologia. É importante entendermos a Inteligência Artificial e eliminar os medos que a envolvem", disse o vice-presidente do Beijing Tiantan Hospital, Wang Yongjun.

Postado em 20 de Dezembro de 2018 às 11:00

Top Posts
LabCriativo / Editor



Em alta
Últimas postagens

Veja também

Dia Mundial da Criatividade bate novo recorde em 2019

Em sua quarta edição, iniciativa criada no Brasil será realizada em países como Portugal, Sérvia e Alemanha Entramos na contagem regressiva para celebrar o World Creativity Day. A data foi institucionalizada em Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas em 2017, na ...

Top Posts
LabCriativo / Editor

YouTube, a marca mais valiosa do mundo em 2020?

Segundo pesquisa divulgada este ano, pela primeira vez ele está na primeira posição de preferência entre os jovens, deixando para trás as também importantes marcas: Apple e Netflix Quem já não se pegou assistindo a algum conteúdo no YouTube? Quem já não ...

Lucas Foster
LabCriativo / Editor