×
×

Saiba qual foi o primeiro território brasileiro a proibir uso e venda de plásticos descartáveis

Regra vale para moradores e turistas

Tempo de leitura estimado: 1 min

Conhecido por suas praias paradisíacas, Fernando de Noronha foi o primeiro território brasileiro a proibir o uso e a venda de plásticos descartáveis. O decreto foi assinado pelo administrador geral da ilha, Guilherme Rocha, no final do ano passado, e veta entrada, comercialização e uso de recipientes e embalagens descartáveis de material plástico em todo o território de Fernando de Noronha.

Como o decreto tem 120 dias para entrar em vigor, a regra passou a valer mesmo agora em abril. Nenhum bar, restaurante, pousada, embarcação ou demais estabelecimento pode usar materiais “potencialmente poluentes e que possam acarretar danos ao sensível equilíbrio ecológico do Distrito Estadual de Fernando de Noronha”.

No texto do decreto, a administração argumenta que o descarte inadequado de materiais plásticos nas praias e vias públicas coloca em risco a fauna local e pode provocar acidentes com moradores e visitantes.

Entre os produtos citados pela legislação, estão garrafas plásticas de bebidas (inferior a 500 ml), canudos, copos, pratos e talheres, além de embalagens de supermercado, entre outros. A medida não inclui o uso de materiais hospitalares, como seringas, tubos e recipientes de coleta nas unidades de saúde.

Postado em 27 de Maio de 2019 às 09:00

Top Posts
LabCriativo / Editor



Em alta
Últimas postagens

Veja também

Terminal desativado em aeroporto ganha nova vida e vira hotel de luxo retrô

O Aeroporto Internacional de Nova York, John F. Kennedy, inaugurou no dia 15 de maio de 2019, seu primeiro hotel interno …

Top Posts
LabCriativo / Editor

Lucas Foster faz palestra no Rock in Rio Innovation Week 2019

Com foco no desenvolvimento humano, segunda edição do evento ocorre de 2 a 5 de julho, em Lisboa. Por acreditar que …

Top Posts
LabCriativo / Editor

Mãe criativa transforma os aparelhos auditivos de crianças em super-heróis

Com um filho de 4 anos diagnosticado com surdez profunda e perda auditiva apenas alguns meses após seu nascimento, Sarah Ivermee …

Top Posts
LabCriativo / Editor