×
×

Redes Sociais são necessárias para mostrar negócios criativos

Em encontro na Ecofalante, em Pinheiros, publicitário Anderson Meneses mostra os perfis das Redes Sociais e como elas podem ajudar nos projetos do Multiplicando Impacto

Tempo de leitura estimado: 4 min

Em tempos onde a divulgação dos mais variados trabalhos são feitos com o auxílio da internet, um dos desafios principais dos empreendedores é buscar entender como as mídias sociais podem ajudar a divulgar de maneira qualificada suas atividades. Pensando nessa necessidade, o terceiro encontro da Comunidade Multiplicando Impacto - iniciativa da ProjectHub em parceria com o LabCriativo que visa potencializar os investimentos e a rede de projetos e negócios criativos apoiados por empresas parceiras - convidou o publicitário Anderson Meneses para conversar com os empreendedores e empreendedoras sobre como é possível usar as redes sociais em seus negócios. A conversa aconteceu no último dia 15, na sede da Ecofalante e faz parte de um ciclo de três conversas, cujo objetivo é mostrar perfil das mídias, bem como estratégias da divulgação do negócio. No encontro, além dos anfitriões, estiveram presentes representantes do Pixel Show, Muda Cultural (representando o Dia das Boas Ações), CineSolar e Virada Sustentável, Prêmio Brasil Criativo, Instituto Futebol de Rua, Plataforma ASTA e Laura Motta, representante do Mercado Livre.

Multiplicando Impacto.jpeg

Ecofalante recebeu o terceiro encontro do Multiplicando Impacto

O papo começou com Meneses lançando as seguintes perguntas: “Qual é a Missão do seu negócio?”, “Quem você quer atingir?”, “O que você espera do seu público?”. As repostas foram pensadas por cada participante, sob o viés de que as redes sociais possuem um papel importante da divulgação do projeto de cada um dos participantes.

Meneses, que é um dos cofundadores daAgência Mural, fez um panorama do perfil das principais mídias digitais utilizadas atualmente. Na lista estão Pinterest, LinkedIn, Twitter, Youtube,Facebook eInstagram. Para ele, todas essas plataformas, cada uma com o seu perfil, servem como uma espécie de cartão de visita para o produto ou serviço que está sendo desenvolvido.

“É preciso mostrar nas redes sociais quem você é e o que você faz”, diz ele, ressaltando que não existe uma receita pronta para o desenvolvimento de sucesso para um trabalho nas redes sociais. Além disso, há um dinamismo característico nas redes sociais e, por este motivo, a necessidade de testes nas redes sociais se faz sempre importante.

Das plataformas que mais chama atenção estão Twitter, Youtube, Instagram e Facebook. Para Meneses, o Twitter mostra um retorno dos usuário à plataforma para tentar descobrir o que está acontecendo ao seu redor. A rede também apresenta um perfil de agilidade na informação. “O que está acontecendo no mundo, está acontecendo primeiro no Twitter. As pessoas sentem a necessidade de saber o que está acontecendo de maneira instantânea”, coloca Meneses.

Já o Youtube, com cerca de 1 bilhão de usuários no mundo, tem um perfil de pessoas com idade média entre 18 e 34 anos, como faixa predominante. Funciona como uma ferramenta de educação e aprendizado e é isso que o público busca nos canais. “95% da população online brasileira acessa o Youtube”, conta o publicitário.

O Instagram, por sua vez, é uma plataforma que está recebendo os usuários que estão deixando de usar o Facebook. “Muitas pessoas descobriram o Instagram recentemente. Um dos principais destaques está na estratégia do uso dos stories. O que sabemos é que as pessoas adoram saber sobre os bastidores e muitas marcas estão investindo nesta estratégia”.

Mas e o Facebook? Embora ainda seja uma das redes maiores atualmente, Meneses acredita que, para as marcas, ela deverá ser cada vez menos usado. Tudo porque o Facebook aponta direcionar seu trabalho para que os usuários mantenham contato com seus amigos. Por outro lado, como o Facebook se comporta como um grande classificado, cada vez que uma marca precisa aparecer, é necessário pagar. “E o que se percebe é que cada vez mais é necessário pagar mais e mais”, observa ele.

Sobre a Ecofalante

A Ecofalante é uma ONG que atua nas áreas de cultura, educação e sustentabilidade. Produzimos filmes, documentários e programas de televisão de caráter cultural, educativo e socioambiental. Oferece consultorias a projetos nessas áreas.

Faz também formação de professores, exibições e debates em escolas, universidades e aparelhos culturais. Produzem seminários e workshops sobre cinema, educação e sustentabilidade. Realizam também o mais importante evento audiovisual sul-americano dedicado a temas socioambientais: a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental.

Dentro dessa proposta, seu projeto principal é a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, que é o ponto de partida para seus projetos educacionais. Esses projetos acontecem ao longo do ano, como o Programa Ecofalante Universidades, a Mostra Escola, exibições com debates e atividades de formação em Etecs, CEUs, Fábricas de Cultura, entre outras instituições culturais. O trabalho é desenvolvido através de leis de incentivo, e por meio de uma rede de parcerias com instituições que atuam nas áreas de meio ambiente, educação, cultura e mídia.

Postado em 20 de Maio de 2019 às 13:30

Top Posts
LabCriativo / Editor



Em alta
Últimas postagens

Veja também

Terminal desativado em aeroporto ganha nova vida e vira hotel de luxo retrô

O Aeroporto Internacional de Nova York, John F. Kennedy, inaugurou no dia 15 de maio de 2019, seu primeiro hotel interno …

Top Posts
LabCriativo / Editor

Lucas Foster faz palestra no Rock in Rio Innovation Week 2019

Com foco no desenvolvimento humano, segunda edição do evento ocorre de 2 a 5 de julho, em Lisboa. Por acreditar que …

Top Posts
LabCriativo / Editor

Mãe criativa transforma os aparelhos auditivos de crianças em super-heróis

Com um filho de 4 anos diagnosticado com surdez profunda e perda auditiva apenas alguns meses após seu nascimento, Sarah Ivermee …

Top Posts
LabCriativo / Editor