×
logo labcriativo
×

O que disseram os fundadores do Clubhouse na Townhall deste domingo

Conhecido por ser o espaço oficial para compartilhar a visão dos fundadores, a sala teve tradução simultânea para o Brasil

Tempo de leitura estimado: 4 min

Neste domingo (14), realizamos a primeira sessão do Clubhouse Townhall Brasil, uma sala especial para transmitir em tempo real e com tradução simultânea para os usuários brasileiros. A iniciativa foi do editor-chefe do LabCriativo, Lucas Foster, e da film maker e embaixadora do Clubhouse no Brasil, Nana Maia e contou, inclusive, com a presença do ex-jogador da NBA e empresário Baron Davis. A sala contou com a moderação de alguns das moderadoras mais experientes do Clubhouse no Brasil como Simone Kliass, Carla Eboli, Elena Crescia, Deh Bastos, Rafa Haddad, Helô Oliveira, Fernando Cruz entre outras.

Com a expectativa de reunir pouco mais de 200 pessoas durante uma hora, a sala teve duração de 7 horas com a presença de mais de 5.000 pessoas durante todo o dia.

Abaixo, reunimos os principais destaques compartilhados por Paul Davison e Rohan Seth no Clubhouse Townhall deste domingo:

  1. A premissa do CH é ter pessoas físicas conversando entre si. Por isso, a plataforma não estão incentivando marcas criarem perfis individuais – elas podem montar clubes, mas não ter contas pessoais como avatar da marca, como no Twitter, por exemplo. Segundo os fundadores ‘marcas estão aqui pra ajudar, patrocinar e fomentar salas, conversas e iniciativas.

2. Quanto mais pessoas você segue, mais salas você verá no seu feed e mais oportunidades de conhecimento você vai ter acesso. O ideal não é ter muitos seguidores, mas seguir mais pessoas.

3. Muitas solicitações para abertura de clubes estão chegando diariamente para o time do Clubhouse e eles não estão dando conta de autorizar todos com a velocidade necessária. Muitas aplicações foram feitas pelo público brasileiro em português. Como o Clubhouse ainda não tem um time fluente em português, a autorização de clubes para o Brasil está bastante atrasado.

4. Uma outra preocupação dos fundadores é com a privacidade. Hoje, estão sendo estudadas funcionalidades para proteger a privacidade dos usuários e evitar que eles sejam expostos em salas e que notificações desnecessárias sejam ativadas. Uma decisão tomada pelos fundadores é que os usuários nunca poderão criar contas anônimas. Outro ponto importante é que se um usuário bloqueia uma pessoa, essa outra pessoa não será notificada que você a bloqueou. E reforçaram que o Clubhouse tem uma política de tolerância zero para "trollers" e pessoas querendo criar discuros de intolerância.

5. Hoje, a prioridade do Clubhouse é manter a estabilidade dos servidores e a melhorar a qualidade da infraestutura para dar conta da quantidade de usuários que estão se inscrevendo e para entregar novas funcionalidades para melhorar a experiência dos usuários. Por conta disso, muitas atualizações estão atrasadas, pois elas ainda podem colocar em risco a estabilidade dos servidores.

6. O lançamento do aplicativo para a plataforma Android também foi citada. Eles compartilharam que ela está em fase de desenvolvimento e que eles querem liberar a versão o quanto antes como forma de democratizar o acesso ao aplicativo.

7. É muito importante que você calibre a frequência de notificações e sempre defina o volume que você que receber das pessoas que você segue.

8. Crie a sua sala no idioma nativo da sua audiência. O aplicativo ainda não tem a funcionalidade de tradução, portanto, defina quem é seu público.

9. Não esqueça de verificar a legitimidade de quem você segue, já que muitas das nossas conexões aqui no Clubhouse são pessoas que já conhecemos em outras redes sociais. Acesse o perfil das pessoas e verifique se possuem contas de Instagram e Twitter vinculadas para verificar a veracidade da conta.

10.Você é responsável pelos moderadores que escolhe para a sua sala. Traga sempre pessoas confiáveis e bons moderadores para que eles possam te ajudar a manter o fluxo da conversa para uma moderação saudável.

Postado em Feb. 14, 2021, 9:34 p.m.

Digital Disruption
Canal

Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e transmitem conhecimento.



Canais
  • Lucas Foster |
    Partner, LabCriativo

    Especialista em criatividade e empresário da economia criativa

  • Digital Disruption
    Canal

    Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e …

  • New World, New Skills
    Canal

    Apresentamos novas referências de como produzir melhor usando novas tecnologias e como trabalhar de forma mais consciente, levando em consideração …

  • Corp Meets Planet
    Canal

    Inspirar, trazer referências e instruir líderes e tomadores de decisões ampliando seu repertório com casos, ideias e notícias que comprovam …

  • LabCriativo
    | Destaques

    Redação do LabCriativo

Últimas postagens

Veja também

Nasce o motor elétrico independente de terras-raras

Inovação alemã torna produção global menos dependente da China, responsável por 90% da produção dos metais de terras-raras. A Mahle anunciou …

Facebook está investindo US$1 bilhão em criadores

O dono das maiores redes sociais do mundo está implementando programas de bônus para criadores de conteúdo. Até o fim de …

Trouxemos 8 dicas para você fazer mais e melhor

Os princípios mais importantes que você pode seguir para o crescimento do corpo e da mente. Inspirado por Ray Dalio e …