×
logo labcriativo
×

Tendências para eventos digitais em 2021

Em 2020, levamos os eventos presenciais para o ambiente digital . O que podemos esperar para as inovações desse ano?

Tempo de leitura estimado: 5 min

Depois de um ano de desafios, busca de soluções e adaptações a uma realidade inesperada, vimos as tecnologias que ajudam a conectar pessoas evoluírem 5 anos em 5 meses, tanto em relação a desenvolvimento quanto em relação a adoção pelas pessoas.

Tivemos que nos adaptar e explorar os recursos disponíveis da melhor forma para nos mantermos próximos, continuarmos produzindo, aprendendo, acessando informações e também, claro, nos divertindo.

No entanto, a verdade é que todo mundo não vê a hora de poder voltar a uma vida mais próxima da que tínhamos antes do Coronavírus. Mas, para quem realiza e participa de eventos, será que um dia tudo voltará a ser como no passado?

Usar a tecnologia a seu favor pode garantir experiências únicas aos participantes do seu evento, além de proporcionar um diferencial ao seu trabalho. Ela ainda é capaz de ajudar a poupar tempo, otimizar e automatizar algumas funções e pode estimular a interação entre o público.

De acordo com a experiência que tive com a Blitzar e com nossos clientes e projetos em 2020, levantei aqui algumas tendências que considero que estarão presentes no universo dos eventos em 2021.

1 – Eventos híbridos

A pandemia do Covid-19 fez com que a realização de eventos virtuais fosse uma necessidade em 2020. No entanto, descobrimos que realizar de reuniões a convenções de forma virtual tem suas vantagens. A maior delas é a maximização do alcance e a redução de custos. A CCXP, por exemplo, evento no qual realizamos as atividades de interação com o público, teve em 2020 a participação de um milhão e meio de pessoas de todos os continentes, quase seis vezes mais que no ano anterior, em que aconteceu presencialmente. 

Sem a preocupação com gastos de deslocamento e hospedagem, visto e outras restrições de viagem, muitas empresas perceberam que os eventos digitais acabam recebendo muito mais pessoas, com custos menores. Isso significa um aumento no ROI e um impacto muito maior. Recursos que permitam a participação do público, como a platéia virtual interagindo ao vivo com apresentadores e convidados, ajudam a tornar a experiência do público mais rica à distância.

Mesmo com a perspectiva de volta dos eventos presenciais, a tendência é que as versões virtuais continuem acontecendo em paralelo, possibilitando a participação do público à distância.

2 – Formato “festival” 

Para manter a audiência engajada e captar a atenção, frente a todo tipo de concorrência – do Whatsapp de trabalho, à foto fofa do sobrinho nas redes sociais, à última notícia bombástica que pula na tela – é preciso ter criatividade para oferecer a melhor experiência ao público de um evento virtual.

Além de conteúdo rico e palestrantes cativantes, a tendência para 2021 é oferecer atividades interativas simultâneas, tanto informativas quanto divertidas, como acontece nos grandes festivais. Podem ser games personalizados, quizzes, enquetes, nuvem de palavras, perguntas e respostas, GC interativo integrado a redes sociais, cabine de fotos com filtros, votações, chats, possibilidade de conexão com outros participantes, entre outros.

Para isso, no entanto, é importante levar em consideração a acessibilidade, pensando em dispositivos que serão utilizados pela audiência e nível de digitalização do público.

3 – Captação de dados

Além de ajudarem a engajar a manter a atenção dos participantes, as atividades interativas são ótimos recursos para captar informações, entender melhor o público do evento e medir seu interesse por produtos e serviços da empresa.

Gerenciar de forma centralizada e tratar as informações sobre atividades e participantes permite também gerenciar custos e riscos e gerar análises tanto sobre o negócio quanto para planejar melhor futuros eventos.

4 – Personalização 

A captação de dados permite personalizar a experiência dos participantes, tornando a experiência ainda mais rica e colaborando para o sucesso do evento. Entendendo quem são os participantes, é possível criar sistemas de gamificação, sugerir atividades e conteúdos específicos, oferecer produtos, realizar a abordagem de prospects de acordo com o interesse em eventos comerciais, personalizar a agenda e até mesmo sugerir conexões com pessoas específicas para networking entre participantes de acordo com seus interesses e objetivos. 

5 – Escolha de plataforma única

Em 2020, todos nós fomos pegos de surpresa e tivemos que nos adaptar muito rapidamente os eventos para o formato online. Esse ano, no entanto, temos a chance de planejar com antecedência um cronograma de eventos digitais de forma estratégica, levando em consideração os diversos públicos a serem atingidos, formatos e conteúdos diferentes.

Para isso, o ideal é eleger uma plataforma única, que seja capaz de abrigar todos os eventos do seu calendário anual, de forma fluida, organizada e com flexibilidade de personalização. Isso tornará as atividades mais eficientes e seguras, simplificando a execução e centralizando o contato e as informações em um único fornecedor.

A discussão sobre privacidade e segurança de dados não é novidade. Em 2021, com a possibilidade de captação de informações sobre o público em tempo real durante os eventos online, isso se torna um ponto crítico, principalmente para empresas de setores específicos, como o financeiro. 

Por isso, é importante investir em sistemas tecnológicos que estejam alinhados à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e que tenham capacidade de captar e armazenar informações de forma segura. 

Outra preocupação deve ser em relação às informações sigilosas ou restritas transmitidas pelas empresas em eventos digitais, como convenções comerciais ou eventos corporativos. Garantir que apenas as pessoas que podem ter acesso ao conteúdo divulgado consigam acessar um ambiente seguro de transmissão e que links de acesso não possam ser vazados e compartilhados também é essencial.

Além disso, a preocupação com a tecnologia deve passar pela infraestrutura, que precisa ser robusta e planejada para suportar o volume de acessos e garantir a realização do evento sem interrupções e imprevistos.

Mãos à obra

Gostou das dicas que leu por aqui? Agora é hora de pensar, planejar e colocar as ideias em ação.

Postado em Feb. 2, 2021, 8:20 p.m.

Digital Disruption
Canal

Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e transmitem conhecimento.



Canais
  • Lucas Foster |
    Partner, LabCriativo

    Especialista em criatividade e empresário da economia criativa

  • Digital Disruption
    Canal

    Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e …

  • New World, New Skills
    Canal

    Apresentamos novas referências de como produzir melhor usando novas tecnologias e como trabalhar de forma mais consciente, levando em consideração …

  • Corp Meets Planet
    Canal

    Inspirar, trazer referências e instruir líderes e tomadores de decisões ampliando seu repertório com casos, ideias e notícias que comprovam …

  • LabCriativo
    | Destaques

    Redação do LabCriativo

Últimas postagens

Veja também

Nasce o motor elétrico independente de terras-raras

Inovação alemã torna produção global menos dependente da China, responsável por 90% da produção dos metais de terras-raras. A Mahle anunciou …

Facebook está investindo US$1 bilhão em criadores

O dono das maiores redes sociais do mundo está implementando programas de bônus para criadores de conteúdo. Até o fim de …

Trouxemos 8 dicas para você fazer mais e melhor

Os princípios mais importantes que você pode seguir para o crescimento do corpo e da mente. Inspirado por Ray Dalio e …