×
logo labcriativo
×

Será que a I.A. já mudou nosso jeito de agir?

Como as Inteligências Artificiais estão moldando nossas decisões no dia-a-dia

Tempo de leitura estimado: 4 min

Texto originalmente publicado no site VentureBeat, em inglês. Traduzido e adaptado por LabCriativo.


Progressos na tecnologia e níveis elevados de investimento privado em startups de Inteligência Artificial estão aumentando, de acordo com o 2021 AI Index, de autoria do Human-Centered Artificial Intelligence da Stanford University, que avalia anualmente o progresso e impacto do desenvolvimento de novas tecnologias em IA. De fato, as IA estão aparecendo por praticamente todos os lugares. Na últimas semanas houveram houveram histórias de como a Inteligência Artificial vem sendo usada para monitorar o estado emocional de porcos e vacas, desviar de lixo espacial em órbita, tornar linhas de montagem mais velozes, ensinar linguagem de sinais, auxiliar na fritura de hambúrgueres, entre várias outras situações interessantes. Em breve teremos pouca coisa sobrando para os humanos fazerem já que a IA cada vez mais se aperfeiçoa em fazer nossas tarefas diárias.

As IA estão caminhando em direção ao progresso, e suas maravilhas estão cada vez mais evidentes e aplicadas. Mas, para um mundo “pró-IA” ainda está aberto para debates. Enquanto esse debate está a caminho, atualmente se discute questões mais prioritárias como privacidade dos dados e como a polarização pode afetar negativamente diferentes grupos sociais. Outra grande preocupação, é que estamos nos tornando muito dependentes de nossos dispositivos inteligentes e aplicativos para executar os mais diferentes tipos de tarefas. Isso tudo poderia fazer com que nos tornemos menos questionadores e aceitemos mais facilmente as informações que nos são passadas, considerando-as como mais precisas e confiáveis.

Podemos usar o exemplo do filme WALL-E , da Pixar, onde as pessoas passam cem por cento do tempo sentadas, grudadas nas telas, distraídas por um entretenimento “vazio”, consumindo junk food o dia todo, sem que seja necessário fazer nada para intervir, enquanto a Inteligência Artificial faz todo o trabalho. Essa pode ser uma possibilidade em um futuro não tão distante, pessoas movendo-se pela vida “no piloto automático!”, ou, quem sabe, talvez, já não tenhamos chegado nesta situação:

Existem diversas análises que apontam que a evolução da IA será como de outras tecnologias já presentes em nosso dia-a-dia. Como na transição do uso de cavalos para automóveis. Geralmente esses argumentos são usados no contexto dos impactos que a evolução da IA poderá causar nos empregos, ocasionando um desemprego em massa ou algo do tipo em um curto prazo, mas, haverá um benefício para a comunidade no longo prazo. O pensamento mais adequado, é o de que novas indústrias irão fazer florescer novos empregos e quem for flexível irá se adaptar.

Porém, há uma mudança fundamental na transição para um mundo dominado pela IA. As grandes revoluções anteriores, previam a mudança de uso de força bruta por uma automação que facilitaria o trabalho. Já na revolução IA, as mudanças entram em outro nível além do trabalho braçal: A automação do pensamento cognitivo, que os humanos dominam, a tomada de decisões e atuação em questões críticas. Segundo Shaun Nichols, professor da Cornell University: “Nós já terceirizamos diversas questões decisivas envolvendo ética para os algoritmos. Nós os usamos em transplantes de rins, controle de tráfego aéreo, e determinar quem deve ser tratado primeiro nos pronto socorros” Como foi afirmado no Fórum Econômico Mundial, nós estamos progressivamente sujeitos a decisões com a ajuda, ou até mesmo feitas por, sistemas de inteligência artificial

Todavia, será que com todo esse envolvimento das diferentes tecnologias de Inteligência Artificial em nossas vidas, tanto as que já existem como as que serão criadas, nós não estaríamos perdendo o nosso poder de decisão, nossa influência, nossa capacidade de fazer nossas próprias escolhas usando nosso próprio pensamento? Cabe aqui a nossa reflexão diária sobre como os algoritmos desempenham papéis importantes em nossas vidas.

Nunca foi fácil enfrentar grandes problemas da sociedade, porém, estes se tornaram cada vez mais desafiadores se a sociedade continuar no caminho de terceirizar suas decisões para os algoritmos. Fica, então, o questionamento se somos nós que controlamos as IA ou se já estamos sendo controlados pela tecnologia.

Postado em June 13, 2021, 11 a.m.

Digital Disruption
Canal

Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e transmitem conhecimento.



Canais
  • Lucas Foster |
    Partner, LabCriativo

    Especialista em criatividade e empresário da economia criativa

  • Digital Disruption
    Canal

    Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e …

  • New World, New Skills
    Canal

    Apresentamos novas referências de como produzir melhor usando novas tecnologias e como trabalhar de forma mais consciente, levando em consideração …

  • Corp Meets Planet
    Canal

    Inspirar, trazer referências e instruir líderes e tomadores de decisões ampliando seu repertório com casos, ideias e notícias que comprovam …

  • LabCriativo
    | Destaques

    Redação do LabCriativo

Últimas postagens

Veja também

Nasce o motor elétrico independente de terras-raras

Inovação alemã torna produção global menos dependente da China, responsável por 90% da produção dos metais de terras-raras. A Mahle anunciou …

Facebook está investindo US$1 bilhão em criadores

O dono das maiores redes sociais do mundo está implementando programas de bônus para criadores de conteúdo. Até o fim de …

Trouxemos 8 dicas para você fazer mais e melhor

Os princípios mais importantes que você pode seguir para o crescimento do corpo e da mente. Inspirado por Ray Dalio e …