× Início Criatividade Economia Criativa Educação Inovação Aberta O Ecossistema Sobre o LabCriativo
× Direito Services Clients Contact

Como seriam os apps de hoje nos anos 80?

Designer redesenha gadgets com o visual dos aplicativos que usamos hoje

Tempo de leitura estimado: 1 min

Hoje, podemos nos comunicar, ouvir música, jogar, assistir séries... Tudo em nossos smartphones. No entanto, há poucos anos, antes da era World Wide Web, era preciso usar um dispositivo para cada coisa que queríamos fazer. Se você nasceu antes da Internet, provavelmente se lembrará de gadgets como Walkman, Gameboy e Etch A Sketch. Esses brinquedos tecnológicos nostálgicos e gadgets são a inspiração por trás da série Re:Birth, do diretor criativo de Londres, Thomas Olliver, que imagina como os aplicativos favoritos de hoje se pareceriam nos anos 80.

“Comecei a projetar esses dispositivos ‘offline' para materializar a natureza dos aplicativos que dominaram nossas vidas”, diz Olliver. Mantendo as mesmas cores e logotipos da marca, cada redesenho retrô é estranhamente familiar. A plataforma de streaming de música Spotify virou um Walkman verde, o Instagram é uma câmera descartável e o Facebook tem a forma de um pager old school. Cada imagem é um lembrete visual de até que ponto a tecnologia se desenvolveu em apenas algumas décadas.

facebook

instagram

whatsapp

netflix

Google

snapchat

adobe ilustrator

Confira mais criações de Thomas Olliver no Instagram

Postado em 23 de Novembro de 2018 às 18:00

Top Posts
LabCriativo / Editor



Em alta
Últimas postagens

Veja também

Dia Mundial da Criatividade bate novo recorde em 2019

Em sua quarta edição, iniciativa criada no Brasil será realizada em países como Portugal, Sérvia e Alemanha Entramos na contagem regressiva para celebrar o World Creativity Day. A data foi institucionalizada em Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas em 2017, na ...

Top Posts
LabCriativo / Editor

YouTube, a marca mais valiosa do mundo em 2020?

Segundo pesquisa divulgada este ano, pela primeira vez ele está na primeira posição de preferência entre os jovens, deixando para trás as também importantes marcas: Apple e Netflix Quem já não se pegou assistindo a algum conteúdo no YouTube? Quem já não ...

Lucas Foster
LabCriativo / Editor