×
logo labcriativo
×

Na Dinamarca, arte e cultura são prescritas como "vitaminas" contra depressão

Durante dez semanas, pessoas com depressão, ansiedade ou estresse ficam em contato com guias culturais profissionais

Tempo de leitura estimado: 2 min

Na Dinamarca, um programa chamado Kulturvitaminer, ou "vitaminas de cultura", tem combatido a depressão, a ansiedade e o estresse de pacientes da cidade de Aalborg.

O criador do tratamento não tem formação profissional em saúde. Mikael Odder Nielsen é formado em musicologia e trabalhou durante oito anos com jovens vulneráveis. Desde outubro de 2016, Mikael coordena um tratamento que oferece aos pacientes encontros com profissionais de diversas áreas artísticas que os ajudam a tirar o foco da doença e incentivar a autoconfiança.

A inciativa já recebeu 260 pacientes desde seu lançamento e a ideia é que atenda cerca de 100 pessoas por ano. No projeto mantido pelo Centro de Saúde Mental do Departamento de Saúde e Cultura de Aarlborg, as atividades do Kulturvitaminer acontecem três vezes por semana durante um período de dez semanas.

Os pacientes participam de atividades de leitura coletiva em uma biblioteca, onde compartilham de forma aberta seus pensamentos, memórias, ética e moral da história lida; participam de um coral, onde podem ter a sensação de estar em comunidade e pertencer a um grupo, além de, ao cantarem, estimularem o cérebro a promover dopamina.

O grupo também faz passeios históricos pela cidade, escuta músicas calmantes, fazem um tour pelos bastidores de um teatro, assiste a uma sinfonia de música clássica ao vivo, visita museu de arte e ainda realiza caminhadas pelas áreas naturais da cidade.

Todas as atividades trabalham as emoções e os sentimentos ligados à autoconfiança e ao pertencimento a um grupo, para que eles renovem sua energia de participar da sociedade. Isso ajuda a tirá-los de círculos viciosos como o isolamento, que os faz perderem empregos e amigos, e os afunda ainda mais na solidão e no sentimento de inaptidão.

Os resultados têm sido muito positivos e muitos pacientes já até voltaram ao mercado de trabalho. Desde 2016, o governo da Dinamarca já investiu o equivalente a mais de R$ 4 milhões em projetos do tipo.

tratamento_cultural2.jpg

Postado em Aug. 28, 2019, 6:32 p.m.

LabCriativo
Inspiração

Redação do LabCriativo



Canais
Últimas postagens

Veja também

ONU lança chamada global para criativos no combate ao Coronavírus

As Nações Unidas querem sua ajuda para ampliar a campanha de conscientização da população ao redor do mundo. Com a Organização …

Se o livro é a melhor companhia, imagina 50 mil. E todos de graça.

Amazon disponibilizou catálogo gigantesco para download gratuito durante a quarentena. Enquanto o Brasil ainda avalia estatísticas, estudos e projeções para entender …

Você precisa de um novo modelo de negócios para o século 21

As companhias precisam levar em conta muito mais do que custos e receita. Ao desenvolver um negócio é provável que você …

Pesquisadores da USP criam inovação de baixo custo para enfrentamento da Covid-19

Por meio da Poli, projeto disponibiliza respirador mais barato e feito em menos tempo para abastecer rede de saúde. Um projeto …