×
logo labcriativo
×

O Gambito da Rainha: como série levou a explosão de interesse pelo xadrez

Série “O Gambito da Rainha” aborda temas como o machismos no esporte e o vício em substâncias.

Tempo de leitura estimado: 3 min

A famosa série sobre Xadrez, “O Gambito da Rainha”, que foi lançada em outubro pela Netflix, é a responsável por impulsionar o número de buscas na internet sobre esse jogo conhecido pela maioria, mas que ainda possui termos desconhecidos.

Segundo dados do Google Trends, as palavras e frases “gambito”, “o que é gambito no xadrez”, “gambito significado”, “gambito xadrez” e “significado de gambito” tiveram um aumento de mais de 10.000% de busca. Já a palavra “Xadrez” obteve picos de aumento de até 80% após o lançamento da série.

Em “O Gambito da Rainha”, conhecemos a protagonista Beth Harmon, interpretada por Anya Taylor-Joy, que vive em um orfanato e lá, aprende a jogar Xadrez, uma habilidade que ela foi aprimorando com o tempo e com o uso de medicamentos para acalmar.

Durante os episódios, algumas informações sobre o jogo de Xadrez são expostas ao público, como o movimento que leva o nome da série. “Gambito” é uma jogada em que uma peça é sacrificada com o objetivo de conseguir alguma vantagem sobre o oponente, já “gambito da rainha” é uma das formas de abrir uma partida de Xadrez, onde o peão da rainha avança e pode resultar em uma perda da peça inferior, mas sendo uma estratégia de jogada.

Em um movimento rápido, a minissérie “O Gambito da Rainha”, baseada no livro homônimo de Walter Tevis, se tornou a produção original curta mais vista na história da Netflix, sendo assistida em 62 milhões de casas no mundo todo. 

Fora os recordes dentro da plataforma de streaming, a série também fez com que o interesse dos consumidores por jogos de xadrez aumentasse: no Google, por exemplo, as pesquisas pelo termo quase dobraram dez dias após seu lançamento em relação ao ano passado inteiro. Já no eBay, site de e-commerce americano, houve um aumento de 273% nas buscas por um tabuleiro. 

Uma das razões para o sucesso foi a maneira midiática que Scott usou para falar de xadrez, trazendo dinamismo para o tabuleiro. "Eu gostei que eles conseguiram realmente passar a emoção do jogo. As pessoas acham que xadrez é uma coisa sem graça, mas não é porque ele não é barulhento como o futebol que não é emocionante", pontua Malu. Outras questões levantadas durante os episódios também foram um diferencial - desde feminismo e moda, com os figurinos espetaculares criados por Gabriele Binder, até o contexto da Guerra Fria e o abuso de substâncias químicas.

Porém a nova série da Netflix apresenta mais do que somente um jogo de Xadrez. Sua narrativa também se baseia em problemas como o vício em substância e a questão do machismo na área do esporte. 

Postado em March 13, 2021, 2:53 p.m.

LabCriativo
| Destaques

Redação do LabCriativo



Canais
  • Lucas Foster |
    Partner, LabCriativo

    Especialista em criatividade e empresário da economia criativa

  • Digital Disruption
    Canal

    Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e …

  • New World, New Skills
    Canal

    Apresentamos novas referências de como produzir melhor usando novas tecnologias e como trabalhar de forma mais consciente, levando em consideração …

  • Corp Meets Planet
    Canal

    Inspirar, trazer referências e instruir líderes e tomadores de decisões ampliando seu repertório com casos, ideias e notícias que comprovam …

  • LabCriativo
    | Destaques

    Redação do LabCriativo

Últimas postagens

Veja também

Nasce o motor elétrico independente de terras-raras

Inovação alemã torna produção global menos dependente da China, responsável por 90% da produção dos metais de terras-raras. A Mahle anunciou …

Facebook está investindo US$1 bilhão em criadores

O dono das maiores redes sociais do mundo está implementando programas de bônus para criadores de conteúdo. Até o fim de …

Trouxemos 8 dicas para você fazer mais e melhor

Os princípios mais importantes que você pode seguir para o crescimento do corpo e da mente. Inspirado por Ray Dalio e …