×
logo labcriativo
×

O valor da liderança resiliente

A liderança tem cada vez mais uma grande responsabilidade e a confiança se torna primordial para trazer a humanização para as corporações. Conheça 4 pontos essenciais para os líderes atuais.

Tempo de leitura estimado: 4 min

Os desafios para os líderes não terminam com uma vacina COVID-19. As questões sociais subjacentes que há muito tempo fervem sob a superfície estão levantando questões e imperativos que irão durar muito depois do fim da pandemia. O contrato social implícito entre instituições e partes interessadas está sendo questionado com razão. Os indivíduos ficam frustrados; muitos não acreditam que estão sendo ouvidos por seus líderes no governo ou por instituições corporativas - ou tratados com justiça e igualdade.

Longe de ser uma força estática e imutável, a confiança é dinâmica e flui em várias direções. As características de confiar e ser confiável exigem que façamos escolhas para investir em relacionamentos que resultem em valor mútuo. A confiança é uma troca tangível de valor, é acionável e humana em muitas dimensões. Vamos examinar como podemos investir, reconstruir e renovar a confiança.

A confiança é pessoal: uma chamada para líderes

Nas palavras do escritor britânico George Eliot, “Aqueles que confiam em nós nos educam.” Construir verdadeiramente a confiança de nossas partes interessadas - compreender suas preocupações e prioridades - envolve a disposição de aprender e ouvir. Construir confiança exige que os líderes façam escolhas diárias conscientes e, especialmente, ajam com base nessas escolhas ...

… Através da confiança mútua. Quando nós, como líderes, confiamos em nossos stakeholders, entramos em uma troca que gera oportunidades: provamos nossa confiabilidade e os stakeholders fortalecem nossas escolhas e inovações estratégicas. Em essência, a confiança mútua cria um seguidor que nos permite abrir novos caminhos, atravessar as mudanças sísmicas que estão ocorrendo e emergir, prosperando, do outro lado da crise.

… Com vulnerabilidade e honestidade. Os líderes empresariais que estão dispostos a reconhecer o que não sabem têm mais probabilidade de criar confiança com seus stakeholders do que aqueles que acreditam erroneamente que sua maior fonte de influência é o conhecimento - ou pelo menos agem como se soubessem. Um paradoxo semelhante existe para organizações que respondem a uma quebra de confiança única. As partes interessadas tendem a recuperar - e até mesmo fortalecer - a confiança na organização quando os líderes admitem o erro, pedem desculpas e são transparentes na maneira como avançam.

… Autenticamente, e onde é mais importante para as partes interessadas. A intenção conecta o líder à sua humanidade e à importância de agir com transparência. Mas no final do dia, a intenção é apenas uma promessa; os líderes devem ser capazes de cumprir essa promessa e fazê-lo com confiança e competência. E eles devem ser capazes de fazer isso nas áreas - sejam físicas, emocionais, digitais ou financeiras - que mais importam para suas partes interessadas naquele momento.

… Conectando-se como humanos. Os líderes que aspiram a ter a confiança de seus stakeholders tomam ações responsáveis ​​que consideram e, quando possível, reconhecem as necessidades de cada um desses stakeholders. Isso requer uma compreensão do que é importante para as diferentes partes interessadas e a capacidade de caminhar ao lado delas, em vez de tentar "calçar-se".

Se nossos esforços nos levarem de volta ao ponto em que estávamos antes dos eventos de 2020, então fracassamos. Nosso objetivo não é retornar ao antigo normal, mas co-criar um normal melhor. A confiança é a base para um futuro melhor porque permite que as partes interessadas acreditem na organização e em sua missão, sua competência para ter sucesso e sua intenção de fazer o bem - e, ao mesmo tempo, nos mantém como líderes responsáveis ​​por nossos compromissos.

Fazer perguntas difíceis a nós mesmos nos permitirá traçar um caminho a seguir, organizar e priorizar nossos próximos passos em torno da confiança e operacionalizá-la dentro de nossa organização e através de nossas partes interessadas. Mesmo quando escolhas difíceis devem ser feitas, organizações e líderes confiáveis ​​acumularam a moeda - e a coragem - para tomar e apoiar essas decisões com convicção e integridade.

Este artigo foi traduzido pela equipe do LabCriativo. Para ler o artigo original escrito por Punit Renjen, acesse https://www.forbes.com/sites/deloitte/2020/11/04/the-value-of-resilient-leadership/?sh=5ee117fa6d11

Postado em Dec. 7, 2020, 3:02 p.m.

Corp Meets Planet
Canal

Inspirar, trazer referências e instruir líderes e tomadores de decisões ampliando seu repertório com casos, ideias e notícias que comprovam a mudança de mentalidade e de cultura em relação à sustentabilidade de modo amplo.



Canais
  • Lucas Foster |
    Partner, LabCriativo

    Especialista em criatividade e empresário da economia criativa

  • Digital Disruption
    Canal

    Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e …

  • New World, New Skills
    Canal

    Apresentamos novas referências de como produzir melhor usando novas tecnologias e como trabalhar de forma mais consciente, levando em consideração …

  • Corp Meets Planet
    Canal

    Inspirar, trazer referências e instruir líderes e tomadores de decisões ampliando seu repertório com casos, ideias e notícias que comprovam …

  • LabCriativo
    | Destaques

    Redação do LabCriativo

Últimas postagens

Veja também

Nasce o motor elétrico independente de terras-raras

Inovação alemã torna produção global menos dependente da China, responsável por 90% da produção dos metais de terras-raras. A Mahle anunciou …

Facebook está investindo US$1 bilhão em criadores

O dono das maiores redes sociais do mundo está implementando programas de bônus para criadores de conteúdo. Até o fim de …

Trouxemos 8 dicas para você fazer mais e melhor

Os princípios mais importantes que você pode seguir para o crescimento do corpo e da mente. Inspirado por Ray Dalio e …