×
logo labcriativo
×

Louça de aveia é nova alternativa para o plástico

Produtos podem ser digeridos depois da refeição e não poluem o planeta

Tempo de leitura estimado: 1 min

Uma empresa polonesa chamada Biotrem criou uma alternativa para substituir o uso do plástico na alimentação. Especializada na produção de louça biodegradável e comestível, a Biotrem inventou uma linha de pratos, garfos e facas que podem ser digeridos pelas pessoas.

Os produtos são feitos de farelo de aveia, centeio e trigo que, passados por um maquinário de alta pressão e temperatura, são capazes de atuar como plástico. Assim, depois de terminar a refeição, basta dar algumas mordidas na louça para “acabar” com ela. Mesmo quem não tiver interesse em devorar toda a louça, não precisa se preocupar, porque o produto é 100% biodegradável. Com uma tonelada de farelo de aveia, centeio e trigo é possível produzir 10 mil unidades do prato comestível. A peça ainda pode ser levada ao forno após sua produção.

Por demorar centenas de anos para se decompor, o plástico é um grande problema para o meio-ambiente. Por isso, iniciativas como esta devem sempre ser incentivadas.

Postado em Nov. 16, 2018, 3 p.m.

Corp Meets Planet
Canal

Canal oficial do LabCriativo



Canais
Últimas postagens

Veja também

ONU lança chamada global para criativos no combate ao Coronavírus

As Nações Unidas querem sua ajuda para ampliar a campanha de conscientização da população ao redor do mundo. Com a Organização …

Se o livro é a melhor companhia, imagina 50 mil. E todos de graça.

Amazon disponibilizou catálogo gigantesco para download gratuito durante a quarentena. Enquanto o Brasil ainda avalia estatísticas, estudos e projeções para entender …

Você precisa de um novo modelo de negócios para o século 21

As companhias precisam levar em conta muito mais do que custos e receita. Ao desenvolver um negócio é provável que você …

Pesquisadores da USP criam inovação de baixo custo para enfrentamento da Covid-19

Por meio da Poli, projeto disponibiliza respirador mais barato e feito em menos tempo para abastecer rede de saúde. Um projeto …