×
logo labcriativo
×

Com falta de espaço, Singapura acha uma forma inovadora de ter energia solar

Sem ter onde instalar os painéis solares, a cidade-estado asiática encontra na criatividade a solução.

Tempo de leitura estimado: 3 min

Texto publicado originalmente no site Thomson Reuters Foundation News, em inglês. Traduzido e adaptado por LabCriativo


Singapura está apostando na construção de usinas fotovoltaicas flutuantes e painéis verticais para poder aumentar a fatia de energia sustentável na base energética da nação e diminuir as emissões de carbono. Esse é um modelo que poderia funcionar em outros locais densamente povoados, de acordo com especialistas em urbanização.

Em um mundo onde existem opções de energia renovável como eólica, hidrelétrica, nuclear e biomassa, a energia solar é a mais viável para Singapura, mesmo com pouco espaço disponível e frequentes céus encobertos por nuvens.

No mês passado, Singapura inaugurou um parque de energia solar flutuante em sua costa, no Johor Strait, que tem capacidade para produzir 5 megawatts. Parte do seu objetivo é chegar a produzir 2 gigawatts até 2030 com a instalação de outras unidades geradoras de energia. Além disso, pretende diminuir suas emissões de carbono pela metade até 2050.

“Comparado com outros países maiores… nós não temos os recursos naturais, espaço territorial e condições climáticas para desenvolvimento em larga escala de fontes de energia renovável” disse Lawrence Wong, ministro para a educação do país.

Essa situação torna muito mais difícil para a cidade-estado do sudeste asiático em cortar suas emissões de gases poluentes a um nível zero, disse Wong. Em adição, o ministro disse que a inovação da nação em questão, poderá servir de experimento para que outras cidades tenham ideia de como aplicar fontes de energia mais ecologicamente corretas em seus territórios.

Estima-se que em 2030, aproximadamente 40% da energia elétrica gerada no mundo será proveniente de fontes renováveis, com hidrelétricas sendo a principal fonte. Interessante ver que no Brasil, a geração de energia é 80% de fontes renováveis, onde 62% é de hidrelétricas, segundo dados do Ministério de Minas e Energia do início de 2020.

Voltando à Singapura, diversas opções estão sendo testadas para fazer com que a cidade-estado possa ter uma energia mais verde. O mote deles é “pensar fora da caixinha e ser mais criativa que os outros países em onde colocar os painéis solares" disse Thomas Reindl, Deputado-chefe executivo no Solar Energy Research Institute of Singapore.

O grande empenho em buscar energias mais limpas é parte do “Plano Verde” de Singapura, revelado no mês passado, também incluindo o plantio de mais árvores, instalação de mais pontos de recarga de carros elétricos e parar de registrar novos veículo movidos a diesel, incluindo táxis a partir de 2025.

Postado em June 8, 2021, 4:24 p.m.

Corp Meets Planet
Canal

Inspirar, trazer referências e instruir líderes e tomadores de decisões ampliando seu repertório com casos, ideias e notícias que comprovam a mudança de mentalidade e de cultura em relação à sustentabilidade de modo amplo.



Canais
  • Lucas Foster |
    Partner, LabCriativo

    Especialista em criatividade e empresário da economia criativa

  • Digital Disruption
    Canal

    Conheça e se inspire com soluções e inovações que simplificam a maneira como as pessoas se comunicam, produzem, ensinam e …

  • New World, New Skills
    Canal

    Apresentamos novas referências de como produzir melhor usando novas tecnologias e como trabalhar de forma mais consciente, levando em consideração …

  • Corp Meets Planet
    Canal

    Inspirar, trazer referências e instruir líderes e tomadores de decisões ampliando seu repertório com casos, ideias e notícias que comprovam …

  • LabCriativo
    | Destaques

    Redação do LabCriativo

Últimas postagens

Veja também

Nasce o motor elétrico independente de terras-raras

Inovação alemã torna produção global menos dependente da China, responsável por 90% da produção dos metais de terras-raras. A Mahle anunciou …

Facebook está investindo US$1 bilhão em criadores

O dono das maiores redes sociais do mundo está implementando programas de bônus para criadores de conteúdo. Até o fim de …

Trouxemos 8 dicas para você fazer mais e melhor

Os princípios mais importantes que você pode seguir para o crescimento do corpo e da mente. Inspirado por Ray Dalio e …