Como diz o velho  ditado: “Nada se cria, tudo se copia”!
Realmente, quase tudo é inspiração de algo que já existe, e para reforçar essa teoria o blog Part Nouveau, da estudante de história da moda, Lilah Ramzi, compara imagens do passado com outras similares nos dias de hoje.
As imagens são de surpreender, nos fazem refletir que as poses, tendências, conceitos e mesmo aquele super vestido de alta costura seja apenas uma bela de uma cópia de um vestido de muitos anos atrás.
De qualquer maneira as fotos originais são criativas e mereciam, no mínimo, crédito das que foram reinventadas.
Veja as imagens originais e as reinvenções:

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi (17) Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi (16)

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Nada se cria, tudo se apropria por Lilah Ramzi

Mantenha-se criativo! Lhe sugerimos estes:

 

Receba nossas atualizações no seu e-mail: