E se o Super Homem tivesse nascido no século XVI? E o Homem-Aranha fosse um duque? A partir de perguntas como essa, fantasia e ficção encontram a história da arte na série de retratos da fotógrafa francesa Sacha Goldberger.

Intitulada “Super Flemish” -algo como “Super Flamengos”- a coleção de imagens traz um confronto entre ícones da cultura americana e a pintura flamenga. Popularizado na Europa no século XVI, o gênero era usado para retratar a nobreza e a alta burguesia. Nessa série de fotografias, o estilo foi apropriado ao recriar na pré-produção os figurinos, posturas e técnicas de luz  do período.

As imagens causam estranheza de início, mas impressionam pelo realismo das personagens apesar dos quase quatrocentos anos de diferença:”Pela perturbação de tempo que produzem, essas imagem nos permitem descobrir, por baixo da cobertura do tempo, uma inesperada melancolia daqueles que esperamos serem invencíveis” afirma Sacha.

 

Confira abaixo alguns dos retratos da coleção:

super-flemish-6-600x771

Homem Aranha: técnicas de luz e figurinos remetem à pintura típica da região de Flandres no século XVI

super-flemish-8-610x457

A melancolia atemporal d’O Coringa

15_07_13_Super-Héros-Flamands-_doublons_016

Flemish nas Estrelas: série especial da fotógrafa foi desenvolvida a partir dos personagens de Star Wars

01-15_07_13_Super-Héros-Flamands-_doublons_0696_07-HD

Super Homem e Mulher Maravilha num retrato em família

Para saber mais acesse o portfolio completo da coleção “Super Flemish”: http://sachagoldberger.com/

 

Mantenha-se criativo! Lhe sugerimos estes:

 

Receba nossas atualizações no seu e-mail: