Mark Zuckerberg, presidente-executivo e cofundador do Facebook, anunciou a compra do aplicativo WhatsApp por “míseros” US$ 16 bilhões e mais um adicional de US$ 3 bilhões aos fundadores em ações, além de uma vaga no conselho administrativo do facebook. O valor é o mais alto já pago por um aplicativo para mobiles desde que a própria rede social comprou o Instagram. 

No comunicado sobre a compra do aplicativo, Mark não informou se iria descontinuá-lo. no entanto, afirmou em sua página na rede social que o aplicativo permanecerá “independente”.

 

Usado por 450 milhões de pessoas por mês, o WhatsApp tem alto poder de engajamento: 70%  que têm o aplicativo instalado em seus celulares o manuseiam diariamente. Por dia, o app registra 1 milhão de novos usuários. E está a caminho para conectar um bilhão de pessoas. 

O WhatsApp é o maior responsável sobre a fuga de jovens do Facebook. O aplicativo de mensagens instantâneas, ao lado do Snapchat, Line e WeChat, é tratado como um dos escoadouros de adolescentes da rede social. E para tentar conter a falta de interesse e levar para seus domínios um desses aplicativos sensação, a rede social tentou comprar o Snapchat por US$ 3 bilhões, mas teve sua proposta recusada.

Mantenha-se criativo! Lhe sugerimos estes:

 

Receba nossas atualizações no seu e-mail: